Radiofrequência corporal

Radiofrequência corporal

É uma técnica que age através da geração de calor no tecido embaixo da pele, que induz a produção de novas fibras de colágeno e melhora o aspecto da pele. "Para isso, são emitidas correntes de alta frequência, que contam com uma tensão aproximada de 30.000 a 40.000 Volts e com frequência de 1560 a 200 kilohertz".

Dentre as indicações mais comuns para a radiofrequência, estão: melhora da flacidez da pele, redução de rugas, redução da celulite, tratamento de cicatriz de acne e estrias. Esse aparelho não é invasivo, produz calor suportável, é indolor, seguro para todos os fotótipos de pele e o melhor é que o resultado é imediato.

A Radiofrequência produz um calor capaz de desnaturar as fibras de colágeno (responsáveis pela sustentação da pele), consequentemente os fibroblastos produzem um novo colágeno para a pele. Os efeitos fisiológicos proporcionados pelo aparelho são: a eliminação de toxinas, melhoramento da circulação sanguínea, maior aporte de oxigênio e nutrientes, reabsorção de líquidos intercelulares, incremento na síntese de colágeno, descompressão tecidual e retração imediata do tecido conectivo.

As contraindicações da Radiofrequência são: artrite, gestação, marcapasso, preenchimentos, câncer ou metástase, próteses metálicas, pacientes imunodepressivos, doenças dermatológicas e menores de 18 anos.

Ver mais tratamentos